Da servidão moderna (Parte 1)

Olá, pessoal.

Estou deixando alguns trechos do filme aqui para refletirmos, ok?

Na opinião de vocês, o que Jean-François Brient (diretor do documentário) quis dizer com as seguintes passagens:

Os escravos modernos (…) compram as mercadorias que os escravizam cada vez mais. Eles mesmos procuram um trabalho cada vez mais alienante que se lhes outrorga se demonstram estar suficientemente domados.”

As coisas que possuímos, acabam nos possuindo.”

Mostrar a realidade tal como é e não tal como apresenta o poder, constitui a subversão mais genuína.”

Aguardo comentários.

Bjos,
Kátia.


71 Comentários on “Da servidão moderna (Parte 1)”

  1. servidão moderna parte 1 é um video muito interessante e bom pra se refletir sobre o novo é o velho mundo,nele mostra a realidade do mundo e da revolução moderna no país e como as pessoas estão sendo escravizadas pelo trabalho que eles não sente nem o odor ou sabor do que estão fazendo.
    As pessoas constrõem uma cidade ou ate mesmo um mundo sem ser quer saber a opinião das pessoas que moram nele e que são obrigados a seguir de um modo diferente do que pensa,os habitantes que moram nela não tem a liberdade que merecem as vezes temos medo de lutar pelo o que é do nosso interesse e o mundo fica como uma máquina mas no caso o ser humano é quem passa a ser o objeto que constroi cada vez mais sem saber direito o que esta fazendo ou ate mesmo falando sobre sua libertação.
    A concentração dos escravos é fiel para o mundo crescer ,e a época moderna esta quase parecida com a antiga pois os escravos e prisioneiros não estão tendo a dignidade para viver como pessoas normais em um lugar sem ter diferenças ou ate mesmo preconceito com as coisas criadas pela mão de Deus e do homem.

  2. serie ; 3 ano RC
    CARAN APPARECIDO GONÇALVES

    • leila disse:

      Conclui que no filme algumas pessoas são muito obsecadas por dinheiro. MUitas pessoas são muito gananciosas e acabam se destruindo e destruido os outros nos trabalho. Nos estamos vivendo em um mundo no qual, muitas pessoas são injustas a desigualdade esta crescendo muito.

      • Conclui que no filme algumas pessoas são muito obsecadas por dinheiro. MUitas pessoas são muito gananciosas e acabam se destruindo e destruido os outros nos trabalho. Nos estamos vivendo em um mundo no qual, muitas pessoas são injustas a desigualdade esta crescendo muito. Por isso que o mundo esta em guerra por que muitos não reconhecem seus erros e terminam brigando com as pessoas querendo mostrar que são melhores e que nunca estão erradas; hoje em dia muitos seguem pessoas que não conhecem fazendo-se escravos.

  3. bruno medeiros da silva (11) 2RB disse:

    Essa primeira parte do filme, traz de maneira rigorosa e direta, a situação do homem hoje na sociedade.
    O Homem está sendo escravizado de alguma maneira aos mais poderosos, mas prefere de alguma forma não perceber ou simplesmente não tomar atitudes violentas, pois sabe que algum dia uma máquina pode roubar seu lugar no mercado de trabalho.
    O Homem está sendo controlado.
    A modernização e desenvolvimento trouxeram condições melhores de vida, mas junto dela, veio grandes conseqüências, como o desemprego, disperdicios e etc.
    Homem submetido ao consumismo, desejo de querer sempre mais, submetido às maquinas, cada vez mais sem liberdade alguma.

  4. romario disse:

    [escrito por Romário Cabral de Souza série 1°rE n° 40
    professora eu achei a primeira parte muito interessante por que fala sobre várias religiões diferentes, e també4m que o mundo é uma fábrica imunda nesse caso eu concordo , por que na verddade o mundo está mesmo parecendo uma fábrica imunda.]

  5. Felipe Xavier nº13 2º RD disse:

    Este vídeo mostra a realidade da sociedade hoje em dia, onde mostra como o homem se tornou escravo das próprias coisas que criaram onde mostra a condição do escravo moderno dentro do sistema totalitário mercante, a escravidão moderna em si, se inicializou graças ao grande modernismo e técnologia, onde o homem virou ganancioso e por falta de conciência ou mesmo conhecimento virou inimigo de suas próprios meios de sobrevivência, gerando desemprego, miséria, pobreza, como um dos exemplos, as fabricas de hoje em dia, onde suas grandes maquinas produtoras, se desenvolveram mais ainda tanto que, nem precisa mais do homem para serem executada ou manuseada, causando um dos motivos mais citados no vídeo, o desemprego .
    E graças a ignorância do homem, em querer sempre ter mais e sempre ser o melhor em tudo, acabam se afastando da sociedade e a união da população, o egoísmo em parte autoritária nessa questão, reproduz um novo mundo onde questões tecnológicas de desenvolvimento ocupam o lugar do homem, e em grande parte domina-os até que se tornem totalmente escravos da servidão moderna.

  6. Johnnatan Luiz M .de Barros disse:

    O Homem está sendo controlado.
    A modernização e desenvolvimento trouxeram condições melhores de vida, mas junto dela, veio grandes conseqüências, como o desemprego, disperdicios e etc.
    Homem submetido ao consumismo, desejo de querer sempre mais, submetido às maquinas, cada vez mais sem liberdade alguma.

    Este vídeo mostra a realidade da sociedade hoje em dia, onde mostra como o homem se tornou escravo das próprias coisas que criaram onde mostra a condição do escravo moderno dentro do sistema totalitário mercante, a escravidão moderna em si, se inicializou graças ao grande modernismo e técnologia, onde o homem virou ganancioso e por falta de conciência ou mesmo conhecimento virou inimigo de suas próprios meios de sobrevivência, gerando desemprego, miséria, pobreza, como um dos exemplos, as fabricas de hoje em dia, onde suas grandes maquinas produtoras, se desenvolveram mais ainda tanto que, nem precisa mais do homem para serem executada ou manuseada, causando um dos motivos mais citados no vídeo, o desemprego .

    Johnnatan 2ºC Nº 14

  7. priscila silva alves disse:

    O video foi muito bem elaborado, porém não esta coreto o jeito deles agirem.

    • Katia Lopes disse:

      Olá, Priscila. Tudo bem?

      Estou gostando muito da participação de todos. Mas fiquei em dúvida… Qual jeito de agir você acha que não está correto?

      Aguardo a sua participação.

      Bjos.

      Obs.: Por favor, indique seu número e série.

  8. […] mundiais atualmente? Assista aos vídeos Ilha das Flores, Surplus, A história das coisas e Da servidão moderna para ampliarem as reflexões de vocês. Comentem os filmes no blog. Vamos trocar ideias e, quem […]

  9. Roberta Alves disse:

    Roberta Alves N°34 “3°D”

    O documentário fala sobre o escravo moderno do sistema totalitário mercante.
    Hoje em dia o homem se tornou escravo de seu trabalho de suas coisas.
    Ele ataca de frente a organização dominante do mundo,onde a democracia liberal é apenas um mito,já que a organização dominante do mundo não tem nada de liberal ou democratico.
    Ao invés de democracia liberal o que existe é apenas um sistema totalitário mercante.Há alienação no trabalho de hoje em dia,pois o trabalhador não consegue se indentificar com o que está produzindo,como por exemplo quando ele é contratado pra construir carros,para apertar parafusos na linha de uma montagem,então o trabalhador não irá se indentificar com o que produziu,ao contrario do trabalhador que produz por exemplo um tapete artesanal que ele se indentifica porque ele ultiliza um saber histórico e social para o produto,hoje em dia o trabalhador industrial apenas vende sua força de trabalho para a produção da “mais-valia”,aumentando assim o lucro das industrias.

    Espero que goste.

    Beijos!

  10. Diego Mendes nº:07 Série: 3ºD disse:

    O documentário fala sobre a escravidão “cega” da humanidade, o que de certa forma é a mais pura verdade.As pessoas são escravizadas sem mesmo saber e poucas delas dão conta disso e mais pouco ainda são as que enxergam isso e correm atrás dos seus direitos.A outra grande parte se acomoda e deixa pra alguém (que muitas vezes nem mesmo ele sabe escolher quem representá-lo geralmente) resolver os problemas que na verdade era pra ser resolvido por ele mesmo ou por alguém que realmente lute pelo que essa determinada pessoa quer.Mas em meio a vários fatores (vale citar principalmente a mídia) a pessoa fica totalmente alienada e tenta não enxergar a realidade e então é influenciada em seu sub-consciente ou, em algumas vezes, no seu próprio consciente, mas estão pouco se lixando.

  11. Jéssica disse:

    Jéssica

    O que percebi no documentário .
    No Mundo moderno esse que estamos vivendo agora.Nós somos escravos, muito consumidores não sabemos diferenciar na hora da compra o que é realmente necessário e o que é “luxo”.
    Como consumimos coisas demais acaba gerando um impacto principalmente ambiental.
    Cidade grande com muitos veículos na rua causando engarrafamento,poluição sonora muita sujeira, poluição.O mundo parece uma fábrica se pararmos para pensar.

    Jéssica Ferreira N° 16 Série : 3°RD

  12. Janaína n° 19 2°RB disse:

    Pude compreender que trata-se de sempre chamar as coisas por seus nomes e revelar a essência escondida destas realidades por meio da maneira como são chamadas.
    Sendo que por outro lado eram condenados toda espécie de religião já que as mesmas são geradoras de outras ilusões que nos permite aceitar nossa sórdida condição de dominados e porque mentem ou até mesmo perdem a razão sobre muitas coisas.
    Tudo se retratava em um crise econômica, social e política.

  13. Gabriela Souza 2ºRE Nº13 disse:

    Esta parte do vídeo deixa ainda mais claro que as pessoas estão “cegas”, não conseguem perceber que estão sendo escravizados, não são livres para tomarem decisões sozinhas; acreditam que vivem em um lugar democrático, mas infelizmente é a mais pura ilusão; sem que percebam são manipuladas e influenciadas a consumirem.
    A roupa que vestimos, os objetos que compramos, a decoração da casa, são simplesmente influências da mídia; chave utilizada para mostrar o que temos que adquirir para estarmos na moda e alcançarmos à felicidade.

  14. Níckolas Staufackar Alves dos Santos nº26 Série:3°Rd disse:

    Eu achei este vídeo uma verdadeira realidade, porque todos nós queremos um emprego para ter sua própria renda, e a maioria faz de tudo para conseguir, e com isso formam a verdadeira escravidão, por mais que proibida ainda existe, você trabalha muito para ganhar muito pouco, esta é a verdadeira realidade do mundo em que vivemos, e é essa realidade que o vídeo retrata.

  15. Kelly Gonçalves disse:

    Kelly Gonçalves nº 23 2ºRB

    A primeira parte do filme, faz uma pequena introdução ao tema. Fala sobre um tipo de escravidão “involuntaria”, em termos, pois, as pessoas se tornam escravas de um “sistema” que elas mesmas escolheram. São mostrados exemplos como a religião, onde algumas pessoas se tornam tão fanáticas, a ponto de esquecer de sua própria vida, e viver apenas para a religião, para sua fé . Temos também outros tipos de escravidão, como a escravidão do trabalho, onde algumas pessoas se tornam tão obsecadas por ganhar mais e mais dinheiro, e acham que se satisfazem ao ganhar esse dinheiro, mas isso só faz a sociedade se tornar cada vez mais consumista, consumindo cada vez mais e mais, e cada vez fica pior, pois as pessoas tentam sentir satisfação com coisas fúteis, produtos fúteis, que os publicitátios infiltram nas mentes dessas pessoas, então, mesmo sabendo que não precisam daquilo, elas compram, e compram. Essa é a intenção dos publicitários: transformar as pessoas em uma sociedade consumista. E é isso, um ciclo. As pessoas trabalham e compram, quanto mais ganham, mais gastam, mais compram coisas fúteis, e mais movimentam o dinheiro no país, tornando as pessoas que já são ricas, mais ricas, e as que já são pobres, mais consumistas, mesmo sabendo que não tem condições. Aí surgem as oportunidades, para comprar parcelado em 800 vezes no cartão de crédito, ou no carnê, ou o que seja, e mesmo sem a real necessidade, são seduzidas por belos comerciais, e truques de marketing, que a tv, jornal, revistas, rádios, colocando na mente das pessoas toneladas de informações, de coisas que não são realmente necessárias.

  16. Aline Oliveira Lima 2°RA disse:

    Essa primeira parte do filme nos mostra o que esta se passando pela sociedade e é como se a gente não enxergasse que o desespero pelo consumo que vem só aumentando cada vez mais ao longo dos anos e que as propagandas ajudam a nos alienar mais e mais pois são passadas de forma que se não tivermos aquilo não seremos felizes,porque aquilo trará felicidade.E isso faz com que as pessoas gastem mais do que podem para não se acharem inferiores na sociedade,e isso faz com que as pessoas trabalhem,trabalhem e trabalhem com um único objetivo o dinheiro que ira receber e não enxerga que isso é como se fosse escravidão.
    E cada fez mais a tecnologia que vem nos ajudando, tem pontos negativos como pessoas que só tem relações com pessoas via msn,e-mail etc.

  17. Daniele Nunes 2 RA disse:

    Esse filme mostra como o mundo e hoje, e as vezes isso
    e dificil de acreditar, pois o homem ele se torna escravo e consumista ao mesmo tempo.Trabalham as vezes horas pra poder comprar um carro ou casa. Hoje eu vejo pessoas que vendem sua ferias pra poder pegar o dinheiro, mas eu acho que todos devem descançar um pouco.
    Hoje as pessoas elas acabam querendo mais e mais e na maioria das vezes sem necessidades.
    Se continuar assim as coisas so vao piorar no futuro.

  18. Desde o início dos tempos o homem vem evoluindo de forma em que seu desenvolvimento não prejudicasse a natureza e sua própria liberdade, mas de uns tempos para cá ( pouco tempo em relação ao tempo em que a humanidade surgiu até os dias de hoje) a ideologia mudou, e o capitalismo assumiu força total nas economias mundiais, o consumismo tomou conta das casas e também da para se ver isso nos lixões, meios de comunicação, até na nossa alimentação forma de vestir, pensar, gostos musicais entre outros… Consequentemente isso nos aprisiona num mundo globalizado onde comprar é o lema, e o olhar para o futuro está preso as tecnologias futurísticas e nada de pensar no meio ambiente.
    A mensagem que este filme quer passar é que nós estamos construíndo nossas pórprias prisões, e nos matando gradualmente, nos oprimindo e nos escravizando, e o pior de tudo é que as vezes fazemos isso sem percebermos. Nossas únicas armas contra o consumismo são os protestos e ações contra esta forma de alineação, mas parece que a humanidade gosta de ser “pau mandado”.
    E quando eu olho e reflito sobre esse assunto eu sempre lembro de um filme feito para crianças que é muito triste, porém realista: Wall-e, que retrata muito bem uma das possibilidades de um futuro próximo de nosso planeta, e com um uma crítica ao consumismo envolvente, consegue fazer nem que seja por pouco tempo, que os espectadores se emocionem e adquiram consciência ambiental.
    No meu ponto de vista a unica salvação para a humanidade seria nós termos hábitos Pré-Históricos e esquecermos de todo o nosso passado globalizado, urbanístico e político ou senão acabaremos pagando muito caro pelo prazer de consumir.

  19. Ricardo disse:

    No documentario fala que somos escravos do sistema totalitario mercantil, trabalhamos recebemos pouco, somos muito consumistas obedecemos ordens,deixando nos enfluenciar pela midia, propaganda e até mesmo pela religião o documentario aborda praticamante todas as coisas ruins na nossa sociedade (sistema).
    Pessoas trabalham tanto que não tem tempo nem de cozinhar, e comem em fast food ficando com a saude prejudicada.

    Ricardo ferreira n°37 1°RA

  20. Carolina Melo 2 RA disse:

    Nesta primeira parte do filme ele nos mostra a parte direta e a situação do homem hoje na sociedade.
    E as propagandas nos mostra que se não tivermos aquilo não seremos felizes, pra eles aquilo nos trás a felicidade.
    E isso faz com que as pessoas trabalhem mais e gastem mais ainda para não se sentirem inferior a sociedade, mais elas não enxergam que isso é como uma escravidão, cada vez mais elas gastam e trabalham casa vez mais para ter o único objetivo que é o dinheiro.

  21. Este video fala da vida do escravos e como a sociedade atinge as pessoas que trabalhame gastam muito pra não ficarem longe da sociedade .
    A maioria dos trabalhadores não são registrados e isso dificulta ainda mais seu modo de viver em mundo de acordo com todas as pessoas que moram em um pais..muitos trabalham tanto que não tem vida propria por que se preocupacom o bem estar do trabalho.
    todo ser humano tem direito a liberdade

    a liberdade foi feita pra todos

  22. Gabrielle Santos Guerra disse:

    Bom, eu acho que ele quis dizer que as coisas que geralmente queremos acabam sendo mais importantes do que o que realmente somos, é mais importante ter do que ser. Hoje em dia o que você tem determina o que você é, não devia ser assim, mas é o que temos visto.
    Gabrielle 1RD nº 17

  23. Gabrielle Santos Guerra disse:

    Também quero comentar sobre o filme Ilha das Flores, que eu achei muito triste. O filme mostra o caminho de um tomate desde que ele foi produzido até o seu último estado. O triste do filme é que o último estado do tomate é tão ruim que foi rejeitado por porcos, e acaba servindo de alimento para pessoas sem condições financeiras de arcar com o custo de sua alimentação. É humilhante saber que isso acontece na nossa terra em um lugar tão perto de nós, e que não há governo para mudar essa situação de vida das pessoas. Pessoas com filhos e família que tem 5 minutos para pegar o resto da lavagem dos porcos. Um tomate que não serviu para uma dona de casa, que foi para o lixo. Depois na boca de um ser humano. É muito revoltante o filme e eu o indico para todos que quiserem conhecer um pouquinho mais da nossa ”bela” realidade, e sobre ” as flores” que rondam a vida dessas pessoas.
    Gabrielle 1 RD nº 17
    Caran

  24. Gabrielle Santos Guerra disse:

    O filme ”Da servidão Moderna”, retrata absoluta realidade dos dias de hoje. A submissão do povo a vontade de seus superiores que eles mesmos colocam no poder, eles mesmo vão lá e se deixam comprar por promessas ou por um metro de areia, dão sua escolha a pessoas que mal conhecem, oferecem sua voz. Só usam de suas marcas pois estas lhe parecem melhores, se deixam dominar, preferem ser parte da massa, se contentam com pouco… Se acomodam… É revoltante ver isso porque nos livros didáticos não ensinam quais são os direitos, na escola nunca é falado sobre os deveres e direitos de um cidadão, não se ensina a criticar, ensina-se a fazer o que se pede, a servir.. Sempre servir.
    As pessoas de hoje não entendem que é isso que ”eles” querem, que o povo veja novela das oito, enquanto eles enchem o bolso com nosso dinheiro, que o povo fique discutindo sobre o barulho que o vizinho faz, enquanto eles compram casas no exterior.
    Estamos diante de uma geração que prefere não olhar para os problemas que prefere ver o programa de tv que fala como pagar na mesma moeda a traição de um marido ou como ser mais bonito que o vizinho… E na hora de votar, vota no que fala mais bonito, para servir a ele, pois ele vai escolher o tipo de ensino que seu filho vai receber, ele vai escolher o preço da sua passagem o seu salário, a sua profissão… E mesmo assim eles não ligam… Se colocam a dispor de serem escravos. Por que pensamos o que eles querem, e agimos como eles querem que o façamos, e nem nos damos conta disso, ou preferimos não nos preocupar, afinal não é da nossa conta…
    Gabrielle 1RD nº 17
    Caran

  25. stefanie disse:

    bemm oq ele quis disse é oq realmente querenos akaba sendo mais importande pra a gente emtao isso acaba sendo semo uma coisa q n somos entao tem muta gente q é asim emtao as coisa de hje em dia n poderia ser asim poderia ser mais imposiva emtao iiso mostra q tem muta gente que acaba sedo asim .”Da servidão Moderna”, retrata absoluta realidade dos dias de hoje. A submissão do povo a vontade de seus superiores que eles mesmos colocam no poder, eles mesmo vão lá e se deixam comprar por promessas ou por um metro de areia, dão sua escolha a pessoas que mal conhecem, oferecem sua voz. ”

    Stefanie Pereira doNascimento N°38 1°Rd

  26. gleici keli de melo 1RF N°23 disse:

    O filme da servidão moderna ele mostra pra nois o outro lado do mundo que nois não conseguimos ou não queremos ver as pessoas que não tem donos que sofre atraves do mundo pra sobreviver.Só usam de suas marcas pois estas lhe parecem melhores, se deixam dominar, preferem ser parte da massa, se contentam com pouco… Se acomodam. como disse minha colega gabriela elles se contenta com poucas coisas na vida

  27. gleici keli de melo 1RF N°23 disse:

    cara

  28. gleici keli de melo 1RF N°23 disse:

    ops:caran apparecido gnçalves

  29. Lucas Ferreira n°:29 Serie: 2ºRB Caran Apparecido Goncalves disse:

    o filme mostra uma escravidão , consentida pela multidão de escravos que se arrastam por todas as partes do mundo. Eles mesmos compram as mercadorias que os escravizam cada vez mais. Eles mesmos procuram um trabalho cada vez mais que lhes é dado, e demonstram-se estar domados. Eles mesmos escolhem os mestres a quem deverão servir. Para que esta tragédia absurda possa ter lugar, foi necessário tirar desta classe a consciência de sua exploração . Contrariamente aos escravos da antiguidade, estamos hoje em dia frente a uma classe totalmente escravizada, só que não sabe, ou melhor, não quer saber. Eles ignoram o que deveria ser a única e legítima reação dos explorados. Aceitam sem discutir a vida lamentável que se planejou para eles.

  30. Felipe itokazu Serie 2°RB N°15 Caran Apparecido Gonçalves disse:

    O Filme Retrata a escravidao de hoje aonde a pessoa que trabalha ganha o que merece pelo seu esforço e dedicaçao e tambem eles trabalham pelo se objetivo a ser conquistado.
    Diferente dos escravos de antigamente que trabalhavam bastante e ganhavam pouco do que mereciam ganhar.

  31. Aline Viana de Araujo n° 04 2°RA disse:

    Olá professora
    Mesmo para aqueles que não assistiram ao documentário não é difícil entender sua mensagem. É uma critica aos hábitos da sociedade atual, onde o homem se torna tão alienado que não percebe que acaba sendo ” escravo das próprias coisas que consome”, não consegue parar e olhar o porque de comprar uma marca famosa, sendo que ela nem sempre o favorece, compra apenas para satisfazer sua vontade de consumista. Uma passagem interessante foi “(…) todas essas mercadorias (…) se serve por um lado para isolar o homem um pouco mais de seus semelhantes, por outro para difundir as mensagens dominantes do sistema” , ou seja as pessoas arranjam mercadorias que substituem e afastam seus familiares, amigos e até mesmo suas relações com o mundo, como por exemplo a internet, não que ela não nos beneficie mas as pessoas querem manter apenas o contato virtual desprezando as relações sociais. A outra parte enfatiza que ao comprar você impulsiona produção em massa desse produto fazendo com que ele atinja mais pessoas e o dono da empresa ganhe fortunas. Outro ponto importante é sobre a falta de tempo causada pelo trabalho excessivo, onde as pessoas se alimentam em fast foods, ou compram aquelas comidas congeladas mais rápidas de comer. Nessa mesma parte outra frase me chama atenção ” há produtos suficiente para alimentar toda população, mas em um sistema capitalista sempre haverá desigualdade” é o que ocorre nos dias atuais, há tantos produtos no mercado mas só alguns podem comprar. Com esse consumismo exagerado acabam por agredir o meio ambiente, com seus produtos “maléficos’ algumas empresas tentam amenizar o conhecimento sobre o prejudicial do seu produto com campanhas baratas em prol do meio ambiente. Essa alienação atingiu até mesmo as crianças que influenciadas pelos comercias , e por seus pais, querem de todo jeito o produto que viu na TV. E isso vai continuar até que as pessoas vejam a verdade e se mobilizem , se não houver uma conscientização, as empresas vão querer produção em massa, e com essa produção em massa obviamente os trabalhadores vão ter que se esgotar, assim produzindo e alimentado a mente mórbida de pessoas escravas do consumismo.

  32. Bruna Guadalupe Lopes Piovezan N04 1RD disse:

    eu acho que a servidão moderna .È escravos cada vez mais no mundo as pessoas ,estão cada vez mais escravizada e sabe disso .”mais não quer ver ” que è uma coisa que aparece cada vez mais na sociedade e ninguém ta procupado em muda isso. disse jean” aceitam sem discutir a vida lamentável que se planejou para eles a renúncia e a resignação são a fonte de sua desgraça”.

  33. Andressa Moraes 2º RC nº 41 disse:

    Bom, Não consegui ver ao video mas achei muito interessente o reflexão que a professora escreveu “As coisas que possuímos, acabam nos possuindo.” Profº Katia, achei interessante porque relfeti em mim mesma será que tudo oque eu faço vale a pena? Por exemplo trabalhar muito mais como escravo será que isso mesmo vale a pena? Acho que depois que vi essa frase que tudo oque eu possuo acaba fazendo parte da minha vida, mas não me faz feliz….. Vejo também a imcapacidade de largar o consumismo não é facil pra qualquer ser humano e na minha opinião mais ainda dificl para um criança, que vê o comercial do mc’donalds ou um comercial da polly e já logo pede para a mãe comprar. Uma vez vi um documentario sobre consumismo com o professor de sociologia do ano passado que falava desses comerciais e dos relatos que as mães davam daquela situação de no comercial passar uma menina muito feliz brincando de Barbie e no outro lado da tv uma realidade muito difirente uma criança pobre e com situaçães financeiras extremamento precarias e é por isso que vejo que a situação de tudo aquilo que lutamos será mesmo que vai nos fazer bem? Um trabalho de escrava, ou um trabalho simples que trabalhe menos?

  34. Bom,o que eu conclui com tudo isso foi que a servidão moderna parte 1 resume da realidade em que nós vivemos.Que a cada dia nós estamos sendo dominados por objetos materiais e coisas insignifcantes…Que nós estamos vivendo num mundo no qual estamos sendo escravizados por coisas que nós achamos útil mas não são tão importante,pois esqueçemos dos nossos deveres familiares e somos mais e mais viciados por essas coisas que não nos traz mas nada a não ser sofrimento,nós também estamos iludidos com o nosso mundo,pois ele está ficando cada vez mais e mais pior,se nós não tomarmos uma atitude contra isso.Nós estaremos condenando a nós mesmo e ao mundo no qual nós vivemos.Nós temos que saber dar valor as coisas nos qual traz coisas boas,tipo saber a diferença entre o certo e o errado e saber não se iludir por coisas materias que nos escravizam mais em nossa vida.Para isso o nosso mundo está vivendo em uma atmosfera de incerteza que está rondando nele e não deixarmos nos abater e não sermos fracos a ponto de salvar a nós e ao nosso mundo.

    obrigado pela sua atenção.

  35. Nós temos que saber sermos humildes…e como disse um trecho do texto:Que nós estamos sendo possuidos por bens materiais.Esse trecho quer dizer que nós somos escravos das coisas que nós possuimos e compramos e adquirimos mais e mais sendo escravizados por Objetos,roupas. E essas coisas não nos trazem coisas boas .

  36. O nosso mundo é um sistema e esse sistema é produzido por coisas na qual passa por processos essas coisas escravizam mais e mais nós que adquirimos e queremos mais e mais comprar coisas deixando de esqueçer do que é mais importante.

  37. Essas coisas que adquirimos estão nos corroendo.Mas elas são eficazes e são em alguns sentidos importante pro nosso lazer e bem estar,mas não pro nosso bem espiritual e sim material,quanto mais adquirimos coisas mais seremos escravizados por elas.A mídia exerce muito em comercias,revistas nos deixando cegos.

  38. Antonia Mônica B. viana Nº07 2RB disse:

    Hoje em dia as pessoas acham tão normal ter esse sistema capitalista que preferem fecha seus olhos e tampar os ouvindo ao invés de se informa ou apenas enxergar a sua volta, e ver que acabamos sendo escravos comprando as mercadorias que os escravizam, como diz no filme.
    E não fazem nada, não se questiona e muito menos aqueles que estão impondo isso e muito menos provocam alguma ação. Um frase que me chamou a atenção é uma que esta no filme, “O mundo torna-se como uma fabrica: cada vez mais sujo e barulhento.” E a nossa casa barulhenta que tem todas as coisas que nos fazem mais escravos, Televisão, computadores, radio, celular e etc. São esse lixos (futuros) que nos deixa mais longe dos seres humanos, e mas perto daqueles que nos escravizam.

  39. wagner rafael disse:

    Nesse mundo capitalista que vivemos faz de nos escravos mas que não percebemos porque somos dominados com o consumo dos objetos e faz de nos sempre estar comprando e se endividando fazendo escravos do trabalho,e se não compramos, somos excluídos do mundo.
    Wagner Rafael N°36 3°RC

  40. lucas carreira dellicolli 1°RD disse:

    Então,no filme da servidão moderna,esta passando coisas que nós mesmos não sabemos e não procuramos ir atrás para saber e lá no filme quando assistimos sabemos o que nós fazemos para as outras pessoas,o patrão,pai,mãe,escola,as pessoas,todos manda na gente,nós memos não temos liberdade e sempre temos que trabalhar pra nós mesmo e mesmo querendo ou não somos obrigados a trabalhar para sobreviver,mais com tantas pessoas trabalhando acham pouco,é nisso a empresas e a industrias soltam muitas quimicas para o ar,e nós respiramos e acabamos com o nosso planeta colocando poluições e quimicas várias substancias e doenças,nisso o que provoca que o ser humano e um escravo que os mais fortes mandam na gente.
    também entendi que o que comemos ou o que usamos vai para paises com baixa renda e lá no lixão eles comem o que já foi usado por outras pessoas e nisso acaba-os fazendo ficando mals,apesar de nós semos escravos e trabalhar para outros paises não temos para descançar ,se divertir etc.e também gostei de um paragrafo que a Antonia Mônica B. viana Nº07 2RB DISSE ASSIM :Um frase que me chamou a atenção é uma que esta no filme, “O mundo torna-se como uma fabrica: cada vez mais sujo e barulhento.” E a nossa casa barulhenta que tem todas as coisas que nos fazem mais escravos, Televisão, computadores, radio, celular e etc. São esse lixos (futuros) que nos deixa mais longe dos seres humanos, e mas perto daqueles que nos escravizam.então quer dizer que somos enfruenciados pelas as manchetes jornais computadores rádios televissão etc.
    tudo o que eles falam as pessoas acreditam ser verdade mais nem tudo o que eles falam são verdadeiros .
    o que eu vi sobre sustentabilidade e que não é sempre bom só reciclar as coisas por que se você for ver bem o que vem da conssequências depois e pior por que as indútrias soltara muito co2 e substãncias quimicas que sofreremos depois então sempre e bom pensar em outras coisas primeiros.
    isso que conssegui ver em sustentabilidade.

    EU NÃO ENTENDI O FILME DIREITO MAIS O QUE ENTENDI E O QUE PROPUS AI NÃO SEI SE TEM A VER,MAIS VENDO ESSE VIDEO VI O QUE NOSSO PAIS SOFRE SOBRE OUTROS PAISES E INFUENZAS
    NOME:LUCAS CARREIRA DELLICOLLI N°26 SÉRIE 1°RD
    BEIJOS PROF:KÁTIA

  41. Débora Almeida Santos n° 14 1° RF disse:

    O FILME MOSTRA O OUTRO LA DO QUE NOS VEMOS MAS NAO QUEREMOS ENXERGA MAS TAMBEM MOSTRA QUE PODEMOS REVERTE A SITIAÇAO. SERVIDAO MOR DENA O NOME DO FILME QUE ASSISTI. BJS PROFESSORA TCHAU.

  42. BOM.”Tem muitas Pessoas que não tem nada e Que elege seus protegidos para ver se eles o protege então eles se contentam com pouco que ganham” é uma escravidão que todos nos vivemos ela é uma parte que o ser humano faz parte que se arrastam para sobreviver os escravos não tem como sobreviver vivem de seus esforço só que não sabem e não querem sabe o que acontece. as pessoas deveriam pesa que sem essa pessoa não existiriam mercadorias. o mundo hoje ele alem da escravidão tem preconceito mais tem pessoas Que tem que passa. Por isso pra sobreviver não dever ir pelos bem materiais,tecnologias.

  43. Nathallia Cristina 3ºRD disse:

    Esse documentário fala sobre a escravidão que a humanidade sobre mesmo sem perceber, ou seja inconscientemente. As pessoas estão cada vez mais alienadas, e sem saber que tem direitos e que devem ser cumpridos. As pessoas não querem ver a realidade a sua volta, até porque na maioria das vezes nem ao menos se interessam.
    O mundo está cada vez mais consumista, comprando coisas sem ao menos necessitar.

  44. Thais de Jesus Silva Nº43 1RF disse:

    BOM. O FILME DA SERVIDÃO MODERNA MOSTRA COMO AS PESSOAS SE DEIXAO SER ESCRAVIZADA PELOS OBJETOS ADQUIRIDOS .E O PIOR DISSO TUDO ,E QUE CADA DIA A ESCRAVIDÃO VAI SE EVOLUINDO MAIS , E INFELIZMENTE AS PESSOAS NÃO SABEM DISSO. OU SIMPLESMENTE FECHÃO OS OLHOS PARA A REALIDADE ,CRUZANDO OS BRAÇOS E SE COMTENTANDO COM O QUE TEM, SEM AO MENOS LUTAR PELO QUE DESEJAM ,TALVES ESSA E A MANEIRA MAIS FACIL QUE ENCONTRAM. COMO DIZ “Jean-François Brient´´ ACEITAM SEM DISCUTIR A VIDA LAMENTAVEL QUE SE PLANEJOU PARA ELES A RENUNCIA E A RESIGNAÇÃO SAO A FONTE DE SUA DESGRAÇA .

  45. Thais de Jesus Silva Nº43 1RF disse:

    CARAM APPARECIDO GONÇALVES

  46. Andressa de Almeida Cardoso Nº05 1ºRF Caran Apparecido Gonçalves disse:

    O filme da servidão moderna mostra pra gente um outro lado de escravidão e que cada vez aumenta em todas as partes do mundo, ou seja as próprias pessoas sendo escravizadas por coisas que elas próprias consumem.E isso é uma coisa que as pessoas não querem ver.
    Achei o filme o filme a servidão moderna interessante pois ele mostra que outro lado da escravidão que a maioria das pessoas não sabiam !

  47. Maria Janine Souza Santos Nº29 Série:1ºRD disse:

    Da Servidão Moderna (Parte1)
    Os escravos compram e consomem as mercadorias que eles proprios fizeram automaticamente,faz com que eles trabalhem mais pq isso aumenta mais o consumo.
    Pq quando você sente ou você percebe que possui algo você basicamente vai querer ter aquela coisa mais e mais,e quando você percebe o que você possuia começa a possuir (obrigar)você,
    do mesmo modo que que você possuia como se você tipo de um “escravo”.
    A realidade de hoje e que os escravos sabem que estão sendo manipulados e eles fingem nao saber de nada .Eles aceitam tudo o que lhes pedem sem ao menos dizer nada, e olha que esses são os escravos modernos.

  48. Lucas Suélio - 2ºRB Nº31 - E.E.Caran Apparecido Gonçalves disse:

    O filme da servidão moderna é uma escravidão voluntária, aceita por essa multidão de escravos que se arrastam pela face da terra. Eles mesmos compram as mercadorias que lhes escravizam cada vez mais. Eles mesmos correm atrás de um trabalho, eles mesmos escolhem os amos a quem deverão servir. Para que essa tragédia absurda possa ter sucedido, foi preciso tirar desta classe, a capacidade de se conscientizar sobre a exploração e a alienação da qual são vítimas,e então a estranha modernidade da época atual. Estamos hoje frente a uma classe totalmente escrava, que no entanto não se dá conta disso ou melhor ainda, que não quer enxergar.

  49. Lorrane Farias Lopes N°31 1° RF Caran Apparecido Gonçalves disse:

    Bom,o que eu entendir com tudo isso foi que a servidão moderna é que era uma escravidão voluntária, aceita por essas multidão de escravos e acho que o filme mostra completamente o outro lado que nos vemos mais não queremos enchegar e isso acontece em em toda parte do mundo e cada vez mais estar aumentando em toda partee do mundoo . BOm e eu acho que o filme ”Da servidão Moderna” retrata absoluta realidade dos dias de hoje como Disse a Nossa Amiga ”Gabrielle Santos Guerra”

  50. Rafaela 1°RF N:40 caran apparecido gonçalves disse:

    então eo acho q esse filme ,mostra pessoas q tem dinheiro.e tem aquela ganacia,
    por dinheiro,sempre querendo mais, mostra pra gente um outro lado de escravidão e que cada vez aumenta em todas as partes do mundo, ou seja as próprias pessoas sendo escravizadas por coisas que elas próprias consumem.mesmo q ñ precisam. retrata absoluta realidade dos dias de hoje. A submissão do povo a vontade de seus superiores que eles mesmos colocam no poder.tipo um mundo q pode desmorona a qualquer momento,pelas as atitudes das pessoa,do modo q cada uma olha o jeito de viver,
    q leva a vida,ou reclama de alguma coisa,Hoje em dia as pessoas acham tão normal ter esse sistema capitalista que preferem fecha seus olhos e tampar os ouvindo ao invés de se informa ou apenas enxergar a sua volta,.Para isso o nosso mundo está vivendo em uma atmosfera de incerteza que está rondando nele e não deixarmos nos abater e não sermos fracos a ponto de salvar a nós e ao nosso mundo.

  51. Thayame Soares 1°RF disse:

    Jean-François fala sobre como a sociedade moderna se deixa ser domada sem se dar conta, e toda essa alienação acontece durante toda nossa vida,onde quer que estejamos.Somos bombardeados de informações todo o tempo e nem sequer nos damos conta de que isto faz parte de um sistema que é onipresente.Somos consumidores antes mesmo de nascer ,e tud isso ,tudo oque consumimos,ou possuímos acaba interferindo na maneira como vivemos nos relacionamos e entendemos as coisas.Oque possuímos realmente nos possui.

  52. Rafaela Silva Bezerra N° 35 1°RA disse:

    Professora .

    Bom , eu achei esse video muito interessanta mostra bastante sobre a realidade , é interessante também que fala um pouco da época passada . eu achei que as pessoas são bastante ganancioças por dinheiro . Da também pra refleti muitos sobre o MUNDO novo & o velho . monstra muito a realidade das pessoas . E por essa ganancia por dinheiro acabam destruindo o mundo .

  53. Karoline Goulart 3RE Caran Apparecido Gonçalves disse:

    O video mostra uma forma critica de como a sociedade de hoje em dia trata o trabalho como uma obrigação, a ponto de nem se quer saber o porque de estarem fazendo aquilo. Por mais que trabalhem, mais vão trabalhar, pois quanto mais ganham, mais querem ganhar. Isso os tornam irracionais, atravez da ganancia absoluta pelo capitalismo e consumismo.

  54. Starlet Jôsy 2ºRD nº34 disse:

    O documentário me mostrou uma realidade um pouco escondida de vários seres , ou melhor uma realidade que todos nos podemos ver mas não queremos enxergar .
    Nos mesmo nos matamos, nos mesmo no destruímos, e o pior de tudo isso destruímos quem esta próxima.
    Pelo o que eu pude entender do filme ele mostra o quanto nos somos escravos de nos mesmo, e que a verdadeira liberdade nunca existiu, pois ate hoje temos algo a obedecer, algo que não pode ser infringido, leis e mais leis.
    Muitos querem ser radicais e mostra que são completamente donos de seus próprios narizes e tem a liberdade completa, mas desde momento em que nascemos já estamos presos a esse mundo há essa sociedade onde o mais forte o mais poderoso manda. Desde pequenos já colocamos na cabeça que devemos obedecer à ordem de alguém no exemplo nossos pais, e com o tempo quando vamos para escola devemos obedecer nossos professores, diretos; e quando terminamos o colegial e começamos a trabalhar devemos obedecer a todo e quaisquer superiores, portanto aprendemos desde sempre que devemos obedecer aqueles que estão acima de nós. E não só também estamos presos a sociedade que coloca em nossa cabeças como devemos ser, o que devemos comer, e também com que tipo de pessoa é melhor se envolver.
    Relatando esse documentário me fez lembra às coisas que acontecem cotidianas em minha vida e o que vejo pessoas querendo saber a classe social de alguém para saber se deve ou não se envolver com essa pessoa, um gesto de querer mostrar superioridade.
    E o mundo assim vai indo com nos seres humanos cada vez mais influenciados pela mídia pela sociedade e por tudo a nossa volta onde o centro é o poder e o dinheiro, e quem tem mais é o que manda. Esses pensamentos fazem lembra a época onde aviam reis e rainhas e um reino onde quem não fosse nobre eram escravo ou um simples plebeu, mas poxa não estamos mais nessa época e parece que nada evoluiu, ou melhor, os objetos, as tecnologias, as maquinas tudo evoluiu mas o ser humano continua sendo escravo de si próprio, deixando ser levado pelo que uma tela quadrada diz ser certo ou pelo que ele vê a maioria ser ou fazer !
    Esse é um documentário de enorme reflexão, a única parte que não pude assisti foi a segunda que não estava carregando em meu computador, mais posso dizer que adorei todos os vídeos! E tentei expressar o Maximo de conteúdo que pude entender se não fui completamente explícita em minhas opiniões e reflexões me desculpe!
    Beijoo proof *-*

  55. Jonathan Tavares 2º RA disse:

    O filme mostra muito bem como nós estamos vivendo hoje com respeito ao trabalho. E mostra como as pessoas são ganaciosas, mostra o quando as pessoas são escravas de sí mesmas e que muitas vezes compram produtos não por causa da qualidade e sim por causa da marca que muitas vezes na é boa.
    Este filme faz todos refletirem sobre os seus habitos de consumo. Depois de assistir esse filme todos podem reavaliar os seus habitos de consumo e verem se estão vivendo para consumir ou se estão consumindo para viver.

    Jonathan Nº 26 2º RA

  56. Carolina Alves - 3º D - Caran Apparecido (= disse:

    O documentário expõe sobre o mundo atual, que se mostra evoluído e atraente porém não fica muito longe da época em que existia escravidão. A diferença é que hoje em dia a escravidão é ignorada e a sociedade acabou se acostumando com tal.
    O que se visa a todo tempo é o lucro e o incentivo ao consumo. Assim, a sociedade visando mais lucro e mais consumismo acaba aceitando a escravidão inconsciente que predomina atualmente.
    São poucos os que tem noção de certo abuso e que recorrem a seus direito, o que acaba não alterando significaivamente esse quadro “moderno obsoleto”. É um filme que nos faz refletir sobre a situação que nos rodeia e sobre nós mesmos.

  57. Mércia B. Sampaio disse:

    Mércia 3rE nº29

    Documentário extremamente bem feito sobre a escravidão moderna. A nossa realidade que somos escravos, vamos colocar um nome mais bonito “consumistas”para não dizer escravos. Porque temos q trabalhar mais para manter o nossos luxos, isso mostra o quando as pessoas são escravas de sí mesmas e que muitas vezes compram produtos por causa da marca. O mundo está cada vez mais consumista, comprando coisas sem ao menos necessitar.

    Bjosss prof

  58. VIVIANE LOPES 3RA disse:

    O diretor JEAN quis mostrar de uma forma diferente do filme ILHA DAS FLORES ele quis chocar mostrando não apenas um problema mais usando o tema para mostrar a realidade do ser humano,o documentário e super interessante e nós faz repensar isso já é o uso de um dos Rs.
    O ILHA DAS FLORES eu já tinha assistido ele é super legal também nos faz repensar mais mostrando a realidade do país agora É SÓ DAR UM PASSC ADIANTE E FAZER NOSSA PARTE!!!!!!!!!.

  59. Anna 3º RE disse:

    Na minha opnião, as pessoas hoje em dia acha normal viver em um sistema capitalista como estamos vivendo; pois somos consumista nos deixamos levar pelo “gastar”.
    Como no proprio filme diz: ” O mundo torna-se como uma fabrica …” Esta Fabrica sitada é nosso lar que com tantos gasto se torna um local ‘sujo’ e muito barulhento.
    Concluindo, tudo oque foi passado mostra a realidade na qual vivemos, com os bens materiais nominando a nossa mente e nossa vida!
    Anna Rubia Nº 1 Serie: 3º R E Caran Apparecido Gonçalves

  60. rebeka benevido disse:

    esse video mostra a sociedade moderna consumista , trabalando muito consumindo muito compramos coisas que agente nem tem necessidade de ter compramos a penas por luxo ou por imfluencia das pessoas ou da midia e para mim a tecnogia tambem é um dos grandes fatores desse consumo e como isso agente vai sempre comprando mas e mas tornando-se um escravo do consumo .

    Rebeka Benevido N° 32 3°RD

  61. YGOR disse:

    Essa primeira parte do filme, traz de maneira rigorosa e direta, a situação do homem hoje na sociedade.
    O Homem está sendo escravizado de alguma maneira aos mais poderosos, mas prefere de alguma forma não perceber ou simplesmente não tomar atitudes violentas, pois sabe que algum dia uma máquina pode roubar seu lugar no mercado de trabalho.
    O Homem está sendo controlado.
    A modernização e desenvolvimento trouxeram condições melhores de vida, mas junto dela, veio grandes conseqüências, como o desemprego, disperdicios e etc.
    Homem submetido ao consumismo, desejo de querer sempre mais, submetido às maquinas, cada vez mais sem liberdade alguma.

  62. jumar ribeiro silva disse:

    • O que chapplin, talvez, não conseguiu traduzir ou representar ao mundo por meio de sua arte em “TEMPOS MODERNOS”, jean françóis o faz com maestria na pós-modernidade. É excepcionalmente brilhante, polêmico e corajoso ao tratar de um tema que muitos preferem ignorar por não terem a mesma coragem quando se trata de cutucar onça com vara curta. Se no passado derrotamos o grande LEVIATAN por meio das democracias modernas, hoje ele ressurgi com maior poder no seio desta mesma democracia que, agora, amputada de suas capacidades como sistema político, vê-se obrigada a subsidiar, de forma passiva, os interesses econômicos das elites que estão por trás desse sistema de dominação que esta a subjugar todos os demais, na forma de capitalismo neo-liberal.

  63. jumar ribeiro silva disse:

    • O que chapplin, talvez, não conseguiu traduzir ou representar para mundo por meio de sua arte em “TEMPOS MODERNOS”, jean françóis o faz com maestria na pós-modernidade. É excepcionalmente brilhante, polêmico e corajoso ao tratar de um tema que muitos preferem ignorar por não terem a mesma coragem quando se trata de cutucar onça com vara curta. Se no passado derrotamos o grande LEVIATAN por meio das democracias modernas, hoje, ele ressurgiu com maior poder no seio desta mesma democracia que, agora, amputada de suas capacidades como sistema político que deveria ter como elemento constitutivo o conflito e a noção de direito, antes se apóia na noção de privilégio e vê-se obrigada a subsidiar, de forma passiva, os interesses econômicos das elites, que estão por de trás desse sistema de dominação que esta a subjugar a todos os demais cidadãos, não livres, de forma a explorá-los em suas capacidades produtivas, na forma de capitalismo neoliberal. O monstro cantado por Chico Buarque em sua musica “cálice”, surgiu mesmo, da lagoa, mas não na forma que se pensou, objetivando subjugar a todos, ou a quase todos, de maneira objetiva e clara. Não é mais um monstro na forma política de governo, mas, sim, um monstro em sua forma abstrata e metafísica.

  64. jumar ribeiro silva disse:

    •• O que chapplin, talvez, não conseguiu traduzir ou representar para mundo por meio de sua arte em “TEMPOS MODERNOS”, jean françóis o faz com maestria na pós-modernidade. É excepcionalmente brilhante, polêmico e corajoso ao tratar de um tema que muitos preferem ignorar por não terem a mesma coragem quando se trata de cutucar onça com vara curta. Se no passado derrotamos o grande LEVIATAN por meio das democracias modernas, hoje, ele ressurgiu com maior poder no seio desta mesma democracia que, agora, amputada de suas capacidades como sistema político que deveria ter como elemento constitutivo o conflito e a noção de direito, antes se apóia na noção de privilégio e vê-se obrigada a subsidiar, de forma passiva, os interesses econômicos das elites, que estão por de trás desse sistema de dominação que esta a subjugar a todos os demais cidadãos, não livres, de forma a explorá-los em suas capacidades produtivas, na forma de capitalismo neoliberal. Portanto, O monstro cantado por Chico Buarque em sua musica “cálice”, surgiu mesmo, da lagoa, mas não na forma que se pensou, objetivando subjugar a todos, ou a quase todos, de maneira objetiva e clara. Não é mais um monstro na forma política de governo, mas, sim, um monstro em sua forma abstrata e metafísica.

  65. Muito bom este documentário, notei que suas imagens fazem parte de grandes filmes que abordam a “nossa loucura moderna.”
    Acredito que alguns de nós precisam de uma revolução ou um grande desastre para assim abrirem os olhos e notar o que está por detrás das cortinas.
    Pois se analisarmos bem, é inimaginavelmente impossível de destruir este sistema escravista.
    Nossas escolas foram estruturadas sob as formas da era industrial, a coisa é fazer trabalhadores, pensadores não.
    Até mesmo em ramos como psicologia, filosofia… notamos que os estudantes são quase que totalmente presos em um hemisfério do cérebro! (já ouviram aquela lenda que só usamos uma % miníma do cérebro?)
    Sugiro que deem uma analisada nestes videos:





    Espero que gostem!
    PAZ e LUZ!

  66. File Lima disse:

    Resenha sobre o filme: Servidão Moderna

    O filme relata que a modernização juntamente com a tecnologia desenvolveram melhores condiçoes de vida, mas com isso vieram grandes consequencias, o desemprego, o consumismo, o desejo querer sempre mais, o desperdício, a miséria, e o homem acabou se tornando escravo daquilo que ele mesmo contruiu. Virou inimigo de seus próprios meios de sobrevivência.

    As grandes industrias com suas grandes máquinas, não precisam mais do homem para serem operadas, abordando assim um dos principais assuntos do filme.
    Esse desejo do homem de querer consumir mais do que lhe é necessário, gerou nele o Egoismo,querer sempre ter o melhor e ser o melhor em tudo, o destanciou da sociedade, e sem ele perceber acabou criando um novo modelo de mundo onde a tecnologia do desenvolvimento acabou ocupando o seu lugar, os dominando e nos mantendo escravos dessa servidão.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s